Fotografias 34 semanas

Há uma semana e meia fizemos uma sessão de fotografias, já tinha partilhado o making off aqui. Agora aqui estão algumas das nossas fotografias preferidas... Apesar do frio valeu mesmo a pena e ficaram muito giras! Adoro as cores do Outono, os amarelos e laranjas dão um pano de fundo fantástico!

   




   


   





   



   


   



   




   


Agora até gosto...

Recentemente comecei a gostar de estar grávida. Já passou a fase em que me sentia apenas gorda porque a barriga nem era assim tão grande mas eu sentia-me grande e em que o que sentia quando ela mexia eram apenas umas cenas lá dentro.
Nestas últimas semanas/mês, ela mexe e bem e nota-se que estou claramente grávida. Foram precisos uns 7 meses para eu até gostar de estar grávida, ou de pelo menos não achar um suplício, mesmo no meio das dores nas ancas e das noites cada vez piores e do cansaço que se faz sentir mais rápido e até da azia pontual...
Eu sei que tive uma gravidez santa, enjoei até aos 4 meses mas não vomitei, tive alguma azia mas nada de especial, tive algumas dores mas nada de anormal, fiz e faço uma vida relativamente normal, mas só mais recentemente comecei a gostar de estar grávida, deve ser de ver o alien dentro de mim a empurrar a barriga em todas as direcções ahahaha...
Se tivesse tido uma gravidez na cama dava em doida! Agora só falta ela dar a volta (por favor oh por favor dá a volta)...






Sou maluca

Sou maluca porque ia e vinha das inseminações de bicicleta, nunca deixei de andar de bicicleta em toda a gravidez, ainda agora às 34 semanas ando. Não há montanhas para subir, o percurso é calmo, há ciclovias dedicadas e é capaz de ser bem mais suave do que andar de transportes.

Sou maluca porque fiz pole dance até às 24 semanas e só parei porque sentia que os meus abdominais já não respondiam em conformidade com o que a modalidade me exigia.

Sou maluca porque só vou parar de trabalhar às 36 semanas. Continuo a trabalhar full-time e faço praticamente tudo normalmente.

Sou maluca porque mudámos o chão de nossa casa há umas semanas e eu andei a ajudar a arredar móveis e coisas afins.

Sou maluca e inconsciente porque devia era estar sossegada e quieta mas eu não sou assim, não sou uma pessoa quieta e sossegada e quando faço e fiz as coisas não tive dores nem me senti mal por isso continuo a fazer de tudo.

Gravidez não é doença, claro que há alguns cuidados a ter, claro que é diferente e o corpo ressente-se e ando mais cansada, mas se me sinto bem e se ela está bem e não há motivo para não fazer uma vida normal então porque não haveria de o fazer?!


Sessão fotográfica 34semanas- Making off

Domingo passado o Ricardo esteve de folga, estava frio (máxima de 8 graus) e estava de chuva mas com algumas abertas, então decidimos tentar ir tirar umas fotos.
Fomos para o bosque de Amesterdão e não nos arrependemos. Apesar do frio, não há nada como as cores de Outono para dar cor e contraste. Passei frio, havia pessoas a olhar e a rir e a dizer que não estava tempo para fazer aquilo, mas a verdade é que gostei mesmo do resultado.
Por agora fica o making off da sessão e depois irei partilhar as fotografias que mais gostámos.




Umas dicas, o bosque tem imensas coisas para se fazer com crianças, tem uma quinta de cabras, uma com veados em que o café serve panquecas deliciosas (foi onde almoçámos), na Primavera as cerejeiras estão em flor e dá também excelentes fotografias. Não fica no centro mas é um lugar espectacular para se visitar.

Micróbios VIII


Na Holanda há o costume de se descalçar os sapatos ao entrar em casa. É comum, há pessoas que pedem às visitas para o fazer e ninguém se ofende por isso.

As razões são várias e podemos olhar para o ponto de vista mais prático que é se não andarmos de sapatos em casa o chão fica menos sujo. Por outro lado os nossos sapatos que andam no chão trazem para casa imensas bactérias, nem todas elas boas, o que faz com que o chão se torne um sítio muito sujo se andarmos com os sapatos.

Saiu um artigo recentemente sobre isto com os pros e contras de andar calçado em casa, fora as bactérias falam que andar calçado pode ser desagradável para os vizinhos de baixo (caso se tenha), que leva a um maior desgaste do chão e que andar descalço fortalece os músculos dos pés...

Eu como não gosto de andar completamente descalça ando de meias ou chinelos/pantufas...


Se ajudar uma pessoa já vale a pena!!

Falei e falo abertamente, com quem me rodeia e na blogosfera do meu diagnóstico de endometriose e dos tratamentos que fiz porque acho que se conseguir ajudar uma pessoa que seja vai valer a pena.

Pois num grupo de facebook uma amiga identificou-me numa publicação de uma rapariga que queria informação sobre como lidar com problemas de fertilidade na Holanda. Não que eu tenha um conhecimento muito vasto mas disse que eu passei por um processo de tratamentos e que podíamos falar.

Dei-lhe conhecimento daquilo que fui aprendendo, usando muitos dos artigos que li, enviei alguns dados para ela, falámos das experiências que tivemos nos nossos hospitais respectivos e ela agradeceu muito pois achou que foi uma ajuda preciosa para tomar algumas decisões ou para fazer as perguntas certas aos médicos.

Deixa-me verdadeiramente satisfeita poder ajudar alguém, não acho que tenha feito grande coisa, mas se ajudei alguém nem que seja a desabafar já é uma vitória!


Plano de parto

A Organização Mundial de Saúde aconselha a fazer um plano de parto, não conheço muita gente em Portugal que o tenha feito mas aqui é rotina!
Pois o plano de parto serve para delinearmos aquilo que gostaríamos que acontecesse no nosso parto, desde a luz e temperatura, a quanto queremos exames e meios invasivos ou quais os métodos de alívio de dor. Por exemplo se o trabalho de parto se estiver a desenvolver bem não há necessidade de rebentar as águas forçadamente (este ponto consta no meu plano, não forçar o rebentamento) mas é algo que aqui se faz frequentemente.
Deve pensar-se no plano A, B e C, eu tenho o meu plano por fases do parto, fase activa, transição, expulsiva e dequitação (fase de expulsão da placenta). Se for necessário cesariana o que fazer, quanto tempo atrasar o corte do cordão, ter contacto pele com pele imediato, questões relacionadas com episiotomia,  coisas que aqui até são rotineiras mas que quero explicitamente deixar escrito.

Há muitos planos disponíveis on-line, podem adaptar o vosso de vários, fazer como quiserem, não fazer. Eu gosto de ter o meu plano que estará na minha ficha de paciente e deixa-me relativamente descansada para que os profissionais de saúde saibam aquilo que quero, quando quero e como quero... Obviamente que a nossa segurança é o mais importante.

Alguém fez um plano de parto?

http://www.despertardoparto.com.br/modelo-de-plano-de-parto.html

O dia dele

30... o meu amorzinho faz 30 anos... Já se vê nos cabelos brancos o peso da idade ahahahah
É um marco importante, dizem, 30 anos mas melhor ainda é estarmos à espera de ser pais.

Adoro-te,  vais ser um pai fantástico, não deixes de ser como és porque gosto de ti assim!







Coisas boas da gravidez

Já sabem que não adoro estar grávida mesmo tendo uma gravidez relativamente fácil, dentro do que poderia ser. Mas há coisas mesmo complicadas para uma pessoa habituada a fazer tudo, canso-me mais depressa, passar em sítios estreitos às vezes não dá, levantar pesos também não devo e coisas assim. Mas há obviamente coisas boas!

- Ver a miúda a mexer-se tipo Alien é giro, muito giro (vídeo ali em baixo).
- Conseguir sentir onde ela tem a cabeça ou o braço ou os pés.
- Ela reagir a beijinhos na barriga.
- E apesar de estar com uma barriguinha considerável é a única altura em que ter barriga até não é mau, há roupa que tenho que me fica muito melhor com esta barriga ahahaha

Já falta pouco, 4 semanas para ir de licença e 8 para o termo da gravidez, vamos lá ver quando é que ela decide virar (sim que ainda com o rabo para baixo tal qua Buda) e sair...


Muito muito ocupada...

Desaparecida mas por boas causas...
A semana passada retirámos o chão com a ajuda do Rimmer, depois tirámos as espumas, a minha prima Luísa pintou o quarto que vai ser da miúda que deu imenso jeito visto nós não termos experiência em pinturas, o Arno retirou uns restos de chão que eram difíceis de remover da cozinha. Sexta o Ricardo e um colega retiraram o máximo de móveis de casa para o hall do prédio e uma empresa foi lá colocar o chão, descobrimos que a casa é maior do que o que vem na planta (felizmente havia paletes extra em stock na loja para concluir a obra), a Pipa chegou e ajudou a acartar móveis com o Ricardo e o Eduardo.
Fim-de-semana a limpar, desencaixotar e algum tempo para passear e por a conversa em dia



O quarto da Bia pintado e com chão novo :D


Temos tanta sorte, imensos amigos e família que ajudam, que estão lá sempre para nós, é mesmo fantástico e nem sei como agradecer mas obrigada de coração!

Antes de se ir embora, como a Pipa sabe que nós não temos árvore tradicional e provavelmente não íamos comprar ela decidiu oferecer a árvore e decorações à Bia. Como sabia que provavelmente se não fosse ela a montá-la nós também não o faríamos temos já a árvore montada...

Obrigada tia Pipa, agora tens de voltar todos os anos para montar a árvore ahahahah

Outubro rosa

Todos conhecemos alguém que tem/teve cancro, eu conhecia mas nunca tinha conhecido alguém da minha idade com cancro na mama até ter descoberto o blog da L.
O que me cativou nela desde cedo foi a admirável forma como encarou a doença desde cedo e eu pensei que, se um dia estivesse numa situação semelhante, gostava de ter a garra e a força dela. Cativou-me logo o espírito dela...
Hoje, conhecendo-a pessoalmente, sei que ela é, de facto, uma pessoa extraordinária, forte, determinada e sempre que há uma campanha ou leio algo sobre este assunto penso nela, é inevitável...

Como não acontece só aos outros, não acontece só às pessoas mais velhas e nem os homens estão livres que lhes aconteça (apesar de não ter a mesma taxa de incidência), façam o auto-exame da mama, se notarem algo estranho vão ao médico.

Para quem enfrenta esta doença muita força.


O Homem do croissant

Mais conhecido por meu pai faz anos... Não vale a pena alongar-me muito sobre ele porque já o fiz anteriormente, quem o conhece sabe que ele é uma pessoas excepcional, bondosa, amiga e um excelente pai e avô.
De longe mando um enorme beijo e abraço apertado...

Gosto muito de ti papá!






Obras...

Dois anos depois de termos comprado a casa e uns meses, quase um ano, depois  de termos tido uma pequena infiltração vamos finalmente mudar o chão. Reparar o pedaço que ficou danificado custava 2mil €, uma área minúscula.
Fomos pedir vários orçamentos e então vamos retirar nós o chão antigo porque é relativamente fácil e vem uma empresa colocar o chão novo. O chato é que a casa não está, nem vai ficar vazia por isso a logística é mais complicada, mas vai dar.
 Depois é só pintar o quarto da miúda, colocar tudo no sítio e montar os móveis dela que estão em caixas há meses.

Esta era uma daquelas coisas que já devíamos ter feito, antes de engravidar inclusive, mas não fizemos e eu tenho bem noção que, ou fazemos já ou não faremos tão cedo com uma criança pequena por isso já está tudo tratado e marcado!


2 anos de casa

Faz hoje 2 anos que oficialmente somos donos desta casa... Ainda há muita coisa para fazer, coisas para refazer, demorou até sentirmos esta casa como nossa, estranho mas é verdade. Agora está a surgir uma nova fase e esperamos que venham muito boas recordações e se criem novas memórias felizes entre estas quatro paredes...



As nossas perspectivas mudam...

Quando somos crianças adoramos os nossos pais, aliás adoramos sempre mas nem sempre o sentimento é o mesmo....
Quando chegamos à adolescência achamos os nossos pais chatos, injustos (segundo algum padrão mental nosso), que só nos trouxeram ao mundo para nos atormentar e chatear e que de certeza poderíamos ter tido melhores pais porque não nos percebem de todo (eu sei que por vezes pensei assim).
Depois crescemos e tornamo-nos adultos e reconhecemos que  a educação que nos deram nos levou a desenvolver a nossa personalidade, a nossa identidade, em grande parte moldaram-nos. Acabamos por perceber o motivo de todas aquelas exigências e depois, quando pensamos em ter filhos, o pensamento que nos assola, pelo menos falo por mim, é que espero conseguir fazer um trabalho tão bom quanto eles fizeram. Somos 3 irmãos, todos muito diferentes mas com os mesmos valores, pessoas determinadas, inteligentes (gaba-te cesto), bondosas, amigas, dedicadas e perseverantes (eufemismo para teimosas mas ninguém é perfeito)...



John Legend

Depois de termos adorado o concerto dele o ano passado, este ano mal os bilhetes foram postos à venda decidimos comprar.
Este ano a plateia era em pé e eu como andava com dores e ficar muito tempo em pé acabava por ser algo doloroso decidi comprar bilhetes na galeria. Ficámos no primeiro balcão e o site designava os lugares automaticamente pelos melhores lugares, sem possibilidade de escolha por isso nem fazia ideia onde íamos ficar.
Ora que ficámos mesmo quase no meio, de frente para o palco, excelentes lugares e excelente decisão em comprar lugares sentados porque as dores nas costas vão aparecendo, principalmente estando muito tempo em pé e as pernas têm inchado (ah as maravilhas do "estado de graça").


A primeira metade do concerto foi algo mais show mesmo, ao contrário do ano passado em que todo o concerto foi intimista, este ano no início foi algo com maior produção e não gostei de ser cegada pelas luzes. Ele continua a ter uma fantástica voz, as 3 cantoras que foram para o coro e os músicos eram também fantásticos.

Concerto de qualidade, com uma voz espectacular e em que até chorei com algumas músicas, porque as hormonas são lixadas ahahahah...

Percentil 95 e creches

A Bia está no percentil 95, cabeça está ligeiramente maior que a média, fémur também mas o perímetro abdominal está grande.

O que quer isto dizer? Talvez nada. É difícil fazer medições precisas, muitas vezes o erro é grande por isso daqui a 3 semanas faremos nova ecografia para ver como está. Eu e a minha irmã nascemos no percentil 90. Tendo eu diabetes gestacionais (pelo menos o teste de glucose deu que sim, as medições diárias estão em valores normais de uma pessoa normal) há risco para ter um bebé maior, bebé maior, possivelmente maiores complicações.

Não é certo como o destino que algo corra mal ou que de facto ela seja um elefantezinho mas há que monitorar porque, se de facto ela continuar a parecer grande, não se poderá esperar pelas 42 semanas e caso ela não queira sair induz-se o mais perto possível das 40 semanas...

Quanto a creches andamos a ver, apaixonámo-nos por uma que é bem mais cara do que outra que fomos ver mas as condições são qualquer coisa de fantástico... Ainda vamos ver pelo menos mais 1, talvez 2. Ter um filho é caro e temos de fazer as contas para ver o que é razoável. Temos tido algumas contas extra que não virão todos os meses mas temos de contar com alguns imprevistos...


Sobre ontem...

Em Portugal elege-se alguém que foi condenado a sete anos de prisão efectiva por crimes de corrupção passiva para acto ilícito, abuso de poder, branqueamento de capitais e fraude fiscal.
Em Portugal a abstenção situa-se na ordem dos 45%.

Em Espanha espanca-se a população por querer votar, impede-se que se exerça o direito de voto, fecham-se tribunas. independentemente de o Tribunal Constitucional ter decretado que o referendo era ilegal há coisas que não se fazem nomeadamente espancar pessoas só porque sim deixando mais de 800 feridos!

É triste, ambos os casos são tristes. Cada pessoa vota em quem quer mas votar em alguém que foi condenado efectivamente ou não votar de todo é terrível principalmente quando temos uma parte de Espanha que quer votar e se vê no meio de confrontos gravíssimos...


Fim-de-semana em Breda

Num dos poucos fins-de-semana que o Ricardo teve livres aproveitámos para ir espreitar uma cidade ainda desconhecida. Fomos a Breda e ficámos hospedados no Hotel Nassau Breda (autograph collection da cadeia Marriott), este hotel foi construído dentro de uma antiga capela e mosteiro de Breda e esses apontamentos estão visíveis por todo o lado. A sala de pequeno-almoço é dentro da capela, onde se posicionavam os membros do coro, tem um varandim para a galeria/nave central (3a foto), é uma excelente maneira de começar o dia, apesar do pequeno-almoço não ser nada do outro mundo, gostei bastante.
Os quartos têm uma decoração simples mas são confortáveis, claro que se forem para as suites é diferente principalmente a suite panorâmica.

A cidade é pequena e diversos edifícios históricos, como igrejas, mosteiros e afins, são usados para fins comerciais ou habitacionais. É uma maneira de manter as fachadas sem ser necessário investimento de dinheiro público, havia um bloco de apartamentos de luxo a ser construído numa igreja por exemplo.

Jantámos no restaurante do hotel porque o chef trabalhou em diversos restaurantes de renome e tinha uma elevada expectativa. O valor não foi exorbitante mas a comida decepcionou, falta de sabor/condimento, molhos que não enalteciam em nada os pratos, sobremesa demasiado doce e enjoativa. Apesar de tudo nada retira a frescura e qualidade dos ingredientes.

Gostei da cidade, pequena, bonita como todas as cidades antigas da Holanda e valeu bem a pena o passeio.





Doula, sim ou não?

Tudo num parto é muito pessoal. A presença de uma terceira pessoa na sala é algo mesmo muito pessoal.
Hoje uma colega perguntou se vou ter um Doula, a minha resposta é não. Vou fazer um curso de preparação para o parto com o Ricardo cujo objectivo é aprendermos sobre o parto e o que pode ele fazer para ser uma ajuda nesse processo.
Outro motivo é que quero o mínimo de pessoas no quarto, acho que no hospital terei apoio suficiente, do que tenho ouvido a intervenção médica é apenas a necessária.

Prefiro investir esse dinheiro que gastaria a mais em preservar células estaminais, mas neste caso, como em qualquer outro que diga respeito a uma gravidez ou opções de educação (quando se coloca o bem estar da criança em primeiro lugar) não tem nenhuma resposta correcta. Cada pessoa faz como acha melhor, aqui é muito comum ter uma Doula mas pouco comum recolher células estaminais por exemplo.

Cada um sabe de si e quanto à pessoa que me perguntou eu dei a minha resposta dizendo sempre que ela tem de fazer o que achar bem para ela e se a fizer sentir mais calma ter lá um Doula acho que o deve fazer.


Ele adora gozar comigo

Isto da parentalidade é muito engraçado e o Ricardo adora provocar-me, porque quando pessoas me dizem coisas sexistas activa-se o meu bipass cérebro-boca e o filtro é deixado de fora e digo coisas que, se calhar, devia pensar antes de dizer.

No outro dia dizia ele "Ainda bem que vamos ter uma menina, assim podes ensiná-la a dobrar a roupa" o mesmo sobre passar a ferro ou limpar a casa poderia ter sido dito.
Antigamente a minha reacção para com ele depois da fúria seria:



Hoje em dia é mais:


Porque independentemente do género vou ensinar os meus filhos a ajudar nas tarefas domésticas sejam elas quais forem, de passar a ferro a lavar roupa e a limpar.

Tenho de me ir preparando porque ele vai continuar a dizer estas barbaridades e eu vou ter de respirar fundo para não o mandar ir passear, porque às vezes, mas só raramente, eu tenho quase a certeza que ele está no gozo mas a cara dele convicta do que diz faz-me ficar na dúvida....

Voltar ao trabalho

Foi mais fácil do que pensei, algumas coisas estão desorganizadas (para o meu gosto) mas no geral bem melhor que muitas outras vezes...

Trouxe uns biscoitos e bolachas de Portugal para partilhar com os colegas, sempre muito apreciado porque convenhamos, Portugal tem coisas fantásticas e a culinária é uma delas.
Um colega que veio também agora de Portugal diz que adorou, outro que veio quando eu fui idem e tenho uma outra colega agora em estadia por terras lusas. E muito bom quando gostam do nosso país...

Voltei à minha bicicleta, já fiquei adoentada, os dias aqui são pequenos que dói mas pronto, nada a fazer contra isso. Já fiz a requisição de licença de maternidade (tudo é feito on-line), já me actualizei das novidades e pus os e-mails em dia e o ritmo está quase normal...

Dizem que tenho uma barriga pequenina mas que já se nota, eu acho enorme mas acho que sou só eu, querem ver-me gigante a rebolar pelas escadas mas, como diz o Ricardo, "quase pareces uma mãe fit" porque a barriga não é redonda gigante...


Estou de volta

Depois de 2 semanas em Portugal voltámos... Foram 2 semanas fantásticas. Entre muitos aniversários e um baby shower surpresa deu tempo para a família, praia, piscina, algum descanso e até ver a Bia em 3D.

Claro que sendo nossa filha é do contra e teimosa e estava na pior posição possível para a eco (como de costume, está sempre na pior posição e dificulta a vida dos médicos) mas conseguimos ver que tem o meu nariz, que está no percentil 60, está boa e a minha placenta está onde devia estar.

O baby shower foi muito bom, pessoas queridas, perguntas pertinentes e uns miminhos para nós incluindo livros para ler enquanto dá. Tudo isto se juntou a um monte de roupa emprestada das minhas amigas e irmã e fraldas reutilizáveis oferecidas por amigos (vou dar bom uso).

Foram uma excelentes férias entre Lisboa e Santa Cruz e agora é tempo de começar a tratar de outras coisas por terras holandesas... Fiquem com estas imagens de uma das praias mais bonitas do mundo!